• "A tragédia se abateu sobre ela, sem saber se era uma maldição ou uma benção aquilo que compulsivamente a consumia. As letras embaralhavam-se na sua cabeça, e sem dormir voltava-se ao papel(...)" Desmonta-se por aqui os devaneios, revoltas e encantamentos de jornalistas. Capturados por um vicío comum: A escrita...
Tão política

Tão política

O nariz de palhaço tá lá na mesa, lá na sala, e tem um pendurado na porta. Ele tá sempre lá. É… quando você olha pra mim ele continua lá. Escolhemos “nova” gente pra representar a gente, e trazer as mesmas traças pútridas e corrosivas de sempre. Aquelas traças que alimentam o sistema. Fazem a … Continuar lendo

A mulher da minha vida

Em minhas andanças, pela livraria da Big Ben da praça Batista Campos ,encontrei este livro  em uma prateleira,na parte de ficcção.O que logo me estranho, foi por  ter um único exemplar , e diga-se de passagem meio escondido,entitulavá-se  “a mulher da minha vida” da autora Carla Guelfenbein. Logo, pra mim uma desconhecida ,mas com o … Continuar lendo

Picture_0373

A Guerra

Título Original: Possession Gênero: Terror Tempo de Duração: 123 Minutos Ano de Lançamento: 1981 Direção e Roteiro: Andrezj Zulawski       País: França Uma ácida crise conjugal se acentua entre Ana (Isabelle Adjani) e Mark(Sam Neil). Depois que Mark volta de uma de suas freqüentes viagens, Ana começa a se afastar da família, só que dessa vez … Continuar lendo

TAXIDRIVER

“Anytime, anywhere”

título original: Taxi Driver gênero: Drama ano de lançamento: 1976 distribuidora: Columbia Pictures direção: Martin Scorcese roteiro: Paul Schrader A noite de Nova York vai se descortinando sob as lentes que refletem suas luzes e seus pecados. As lentes são os olhos de Travis(Robert de Niro), que antes de taxista, é um insone ex-soldado americano. … Continuar lendo

20081230203002

Notas aleatórias

Isso é um texto antigo que eu achei aqui, de uma noite sem sono. O sal e a areia parecem clarear os pensamentos como água decantada, purificando e tornando-se mais transparente. É um processo de racionalização no qual você se insere numa espécie de sotão, sem que ninguém saiba. É uma sala de espera sem … Continuar lendo

O Gorjeio

Anoitecia. O cheiro leve de flores silvestres alastrou-se pelo quarto quando minha amiga abriu uma janela. Há horas eu estava ali, tentando em vão fazer com que minha amiga falasse o que estava acontecendo com ela. Vi a pálida luz da lua iluminar o rosto de Manuella, revelando uma garota magra, cansada e profundamente abatida. … Continuar lendo

View

Sintomas do dia

Dia febril, alívio e inércia. Assim como quando uma gripe te pega, fazendo sentir todos os ossos do seu corpo, mas na mesma situação de miserabilidade te deixa aproveitar calafrios no conforto de um edredom. Um dia, assim, sem razões biológicas. Sabe quando as coisas não são de todo ruins, mas reais. É o dia … Continuar lendo

Gia Canali Photography

Casamento

Todo casamento é emocionante para aquelas pessoas muito sentimentais ou quando se é parente da noiva ou do noivo, como foi o meu caso (noiva). Eu me surpreendi o quanto chorei ao ver a minha prima casando, mas não vem ao caso o rio que derramei, e sim o porque das pessoas se comoverem tanto … Continuar lendo

as-melhores-coisas

As melhores coisas do mundo

“Vi a minha adolescência de novo” é a sensação nítida depois do filme de Laís Bodansky – e olha que nem precisa ter saído dela. A verdade impressiona, talvez pelos “não-atores” que destilam um pouco de si nos protagonistas, talvez pela própria característica documental do trabalho de Laís. A identificação pode ser pela história de … Continuar lendo

Blue monday - flickr

A surpresa

“Surpresas sempre são ruins”. Quando ouvi isso me limitei a balançar a cabeça com semblante de quem observa um animal morto, e dizer que não. Sem argumentos prontos e foco em outro assunto (moléculas interessantíssimas), foi só. Mas é um tipo de comentário amargo, pessimista ou no mínimo provocante. Deixe-me pensar: rotina x imprevisível. Sou … Continuar lendo